Judô Brasileiro conquista 4 medalhas nos Jogos Paralímpicos RIO 2016
09
setembro
2016

O Judô Brasileiro encerra sua participação nos Jogos Paralímpicos RIO 2016 com quatro medalhas.

A primeira conquista foi a medalha de Prata de Lúcia Teixeira, na categoria até 57 Kg. No último dia de Judô, Alana Maldonado (até 70kg), Antônio Tenório (até 100kg) e Willians Araújo (acima de 100kg) chegaram às finais mas acabaram derrotados, rendendo mais três medalhas de Prata ao Brasil.

Alana, de 21 anos, e Willians, de 24, disputavam sua primeira Paralimpíada. Lúcia já havia conquistado uma Prata nos jogos de Londres (2012) e Tenório conquistou sua sexta medalha em Jogos – ele já tinha quatro medalhas de ouro e uma de bronze.

O Brasil ainda garantiu dois quintos lugares com as judocas Deanne Almeida e Karla Cardoso.

O Judô Paralímpico é disputado por atletas com deficiência visual, da classificação B1 (a mais severa) à B3 (a mais moderada). É a única arte marcial que participa dos Jogos Paralímpicos, disputada no masculino desde os jogos de Seul – 1988 e no feminino a partir dos jogos de Atenas – 2004.

O judô paralímpico tem poucas adaptações em relação ao convencional. Os atletas já iniciam a luta segurando o kimono do adversário. O árbitro central conduz a luta para que o contato seja permanente e, ao aplicar punições, informa a qual judoca está se referindo. Os atletas não são punidos por sair da área de luta.

Leave a Comment